Setor de Seguros: Como driblar as dificuldades

Em um cenário de crise econômica e política e queda do poder de compra dos consumidores, o setor de seguros enfrenta dificuldades para crescer e se expandir, como acontece com diversos outros segmentos do mercado.A crise em si é uma dificuldade, mas há outros desafios a serem superados pelos profissionais que atuam diretamente na área.

No início de 2016, a Confederação Nacional das Seguradoras (CNseg) esperava alta de 11% dos prêmios emitidos no ano passado. No final de 2014, a alta prevista era de 12%. De acordo com a entidade, no próximo exercício o crescimento deve ser de 10,3%.

Entre os desafios enfrentados pela área estão a dificuldade das seguradoras em adaptarem seus produtos à nova realidade do mercado. O primeiro passo para reverter essa situação é entender suas motivações. Veja as principais dificuldades de crescimento do setor de seguros e como elas podem ser superadas:

 

CRISE ECONÔMICA

A crise econômica é uma realidade para todos os segmentos. Com seguros não é diferente. O poder de compra do brasileiro caiu e, com o desemprego em crescimento, alguns gastos tiveram que ser cortados. A boa notícia para o mercado segurador é que, apesar do movimento de redução do orçamento, produtos como seguro de vida e residencial, por exemplo, continuam sendo prioridade para os brasileiros.

Ainda assim, para superar essa dificuldade, é essencial se ajustar aos novos tempos e adaptar os produtos oferecidos à nova realidade do país. Seguros populares, por exemplo, não podem faltar no portfólio. Além disso, é importante oferecer facilidade de pagamento e usar bons argumentos de venda a fim de ressaltar para potenciais clientes a importância dos produtos vendidos, mesmo em momentos de crise. 

 

setor de seguros

MIGRAÇÃO PARA A PLATAFORMA DIGITAL

A crise econômica tem um impacto significativo no setor de seguros, mas, apesar disso, espera-se que a situação seja passageira. O mesmo não pode se dizer das plataformas digitais. Em um mundo cada vez mais conectado, tornar-se digital é imprescindível. Para isso, é importante que seguradoras e profissionais se adaptem a esse novo momento e consigam oferecer novos serviços e atendimento de qualidade, levando em consideração o novo comportamento do consumidor.

A velha forma de vender seguros — porta a porta ou via telefone — deve dar lugar a uma nova abordagem. Ter um site na internet, manter contato pelas redes sociais e aplicativos de mensagens instantâneas como o WhatsApp, por exemplo, são atitudes essenciais para continuar a manter as vendas em alta nos dias atuais. Em nosso blog falamos mais sobre isso.

 

DESORGANIZAÇÃO NO SETOR ADMINISTRATIVO

Outro ponto que dificulta o crescimento no setor de seguros é a própria desorganização no setor administrativo das seguradoras. Falhas de comunicação, explicação incompleta sobre os produtos, processos defasados ou, pior, nem definidos, podem comprometer o bom desempenho e atrapalhar as vendas. Para lidar com esse obstáculo, é necessário manter a comunicação clara e processos não apenas organizados, mas também documentados. Essa é a senha para não perder vendas por conta de problemas internos.

Assim como todos os segmentos, o setor de seguros e os profissionais ligados a ele devem enfrentar alguns entraves para seu crescimento. Para superar esses obstáculos e continuar evoluindo, é essencial se atualizar, acompanhar tendências e ficar atento aos movimentos da concorrência. Outro ponto importante é desmistificar conceitos que potenciais clientes possam ter sobre o setor de seguros, ressaltando a relevância que os produtos têm e quais são as opções mais adequadas para cada perfil de consumidor.

 

setor de seguros

DESEMPREGO É UMA REALIDADE NO SETOR DE SEGUROS

Com a crise, a venda de automóveis no país está em queda. Esse cenário, consequentemente, impacta o setor de seguros, que tem na venda de seguros automotivos um dos seus principais produtos. Apesar de não parecer uma situação favorável, há formas de driblar essa dificuldade.

O ramo de saúde também indica desaceleração, a crise econômica desencadeou uma série de demissões em empresas de diversos segmentos. Além disso, há uma tendência de empregados dispensados usarem mais o plano de saúde. Apesar da perda de clientes e do aumento da demanda por serviços de saúde, as empresas de seguros podem lidar com esse desafio ampliando os planos em que há coparticipação dos empregados e mostrando para os clientes que os gastos com saúde devem ser prioridade no orçamento.

Sabemos que não são apenas estes setores que apresentaram queda, mas seguindo as dicas que sinalizamos, fica bem mais fácil driblar as dificuldades do mercado.

 

PRODUTOS  X  NECESSIDADES

Outro grande entrave ao crescimento do setor de seguros no Brasil é a adaptação dos produtos oferecidos pelas empresas de seguros às necessidades — e possibilidades — dos consumidores. Nesse sentido, para conseguir aumentar as vendas é preciso agregar valor, oferecer preços competitivos e desmistificar ideologias de que seguro é desnecessário e/ou muito caro.

Um segmento que faz isso com sabedoria é o seguro residencial, que oferece para os consumidores serviços que vão além das coberturas básicas em caso de incêndio. Ao contratar um seguro, muitas vezes o consumidor tem acesso a serviços como chaveiro, encanador e eletricista, por exemplo. E, melhor, por um preço que ele pode pagar.

Esse tipo de seguro associado a sua própria plataforma de seguros online, norteiam para a extinção da crise no segmento. Afinal, o aplicativo simplifica os processos de venda e se mostra como diferencial no mercado.

 

 

O setor de seguros no Brasil enfrenta desafios para crescer. Para superá-los, é necessário se reinventar e oferecer produtos que realmente atendam as necessidades de consumidor. É bem verdade que a crise econômica pesa nessa realidade, mas a mudança só depende de nosso esforço para começar. Só de ler esse post você demonstra interesse em mudar essa situação, parabéns! Agora comece a agir.

Na Next One prezamos a colaboração, nossa evolução vem da troca contínua de idéias e da soma de experiências. Em qualquer mercado, inclusive no de seguros, essas premissas são importantes para superar adversidades. Se hoje você percebe que não tem tido destaque em seu mercado, compartilhe conosco suas experiências e busque outras referências em nosso blog.

Conhece mais alguma dificuldade de crescimento no setor de seguros? Sabe como driblar essa situação? Deixe nos comentários!

Recommended Posts

Leave a Comment